As 7 vantagens da alimentação Vegan

De acordo com a Associação Americana de Nutrição, a dieta vegan bem planeada é saudável e nutricionalmente adequada e por isso mesmo existem cada vez mais portugueses a adotar uma alimentação exclusivamente à base de vegetais.

O veganismo é uma filosofia de vida e uma forma de estar e não uma dieta, tal como é o vegetarianismo. As razões que normalmente as pessoas tomam para se tornarem ou serem veganas são razões de saúde, éticas e ambientais. Relativamente à alimentação, e cada vez há menos dúvidas disso, é que uma alimentação vegan trás diversos benefícios.

Uma dieta vegetariana apropriadamente planeada tem apresentado ser benéfica para a saúde, nutricionalmente adequada e potencialmente benéfica na prevenção e tratamento de algumas doenças. As dietas vegetarianas são adequadas a todos os estados de vida (lactação, gravidez, infância, adolescência, fase adulta e velhice).

A alimentação vegana não tem na sua componente qualquer proteína animal, já que não há consumo de leite, queijo, manteiga, iogurte, mel, carne, peixe ou outro animal. Também as gorduras, vitaminas, hidratos de carbono, fibras, ácido fólico, sais mineirais, etc, tudo tem origem vegetal. No entanto, uma alimentação à base de plantas, não significa só por si mais saúde. Um vegan pode estar a promover uma alimentação desiquilibrada e deficitária em nutrientes fundamentais para uma boa saúde.

Cada vez existem mais ofertas vegetarianas e veganas no mercado, muitas vezes sem grandes preocupações em termos de saúde, o que faz que existam muitos alimentos processados à venda, sem qualquer valor nutricional, cheios de sal e açucar refinado, com demasiada gordura vegetal como refeições ultracongeladas pré-preparadas vegan.

Os benefícios associados a uma alimentação vegan têm que ter em consideração as várias características de cada indivíduo como a idade, sexo, processo de desenvolvimento e atividade física desenvolvida ao longo dos dias.

Para que os benefícios existam é importante que a alimentação seja equilibrada, variada, e rica em frutas, legumes, leguminosas, algas, oleaginosas, cereais integrais, de forma a se conseguir obter todos os nutrientes necessários.

Acontecendo então uma boa alimentação, estas são as algumas das vantagens:

1. Prevenção de doenças crónicas

Uma dieta vegan reduz o risco de desenvolvimento de várias doenças degenerativas como a obesidade, hipertensão, diabetes do tipo 2, uma vez que uma alimentação à base de plantas tem um aporte muito menor de gorduras saturadas nos seus alimentos.

2. Prevenção de doenças cardíacas

A alimentação vegan, uma vez que tem na sua composição frutas e cereais integrais, é rica em fibra, ácido fólico, antioxidantes e fitoquímicos, estando assim associada a níveis mais baixos de colesterol, reduzindo assim o surgimento de doenças cardiovasculares como AVCs, a causa nº1 de morte em Portugal.

3. Prevenção do cancro

Existe uma forte relação entre o consumo de fibra e a redução do risco de se contrair determinados tipos de cancro. Na alimentação vegan, onde tudo o que se ingere é à base de origem vegetal, há uma predominância de determinadas substâncias como carotenois, flavonas, betacarotenos, que também retardam o desenvolvimento de alguns tipos de cancro.

4. Prevenção de doenças degenerativas nervosas

A alimentação rica em antioxidantes, presentes na fruta como a amora por exemplo, diminui a probabilidade para o aparecimento de doenças como Alzheimer ou Parkinson.

5. Menor propensão a alergias

Grande parte das alergias que temos estão associadas a alimentos de origem animal como os laticínios e ovos. Já é comum serem vendidos leites e iogurtes com opções sem lactose nos vários supermercados.

6. Melhoria do trânsito intestinal

A alimentação vegana tem um aporte muito grande de fibras uma vez que existem bastante em algumas frutas, vegetais e nos cereais integrais. A ingestão de alimentos ricos em fibra protege o nosso intestino além de favorecer um regular trânsito intestinal.

7. Aumento da esperança média de vida

Os estudos modernos apontam cada vez mais para que uma alimentação à base de vegetais garante mais anos de vida. Segundo os estudos, a mudança de proteína animal nas carnes vermelhas processadas para proteína vegetal reduziu o risco de morte prematura em 34%.

Fonte: Lifestyle

 

Comentários
A carregar..